Outros

E quando você é um viciado?!

Boa noite pessoas, tudo bem?

Acredito que vício seja um tema um tanto quanto polêmico, mas quando criei o blog o fiz com a intenção de ajudar pessoas com algum conhecimento que eu venha a ter e que possa ser compartilhado com vocês. Então achei que seria legal poder dividir um pouco desse assunto com vocês e talvez, quem sabe, ajudar alguém que esteja precisando ler o que tem aqui.

Viciado de acordo o dicionário informal significa: “pessoa que se adequa muito profundamente a um estilo de vida muitas vezes prejudicial ou incomum. Ou comum. Que é dependente de alguma coisa ou substância”.

Vício (do latim “vitium”, que significa “falha” ou “defeito”) é um hábito repetitivo que degenera ou causa algum prejuízo ao viciado e aos que com ele convivem.

Existem inúmeros tipos de vícios e alguns na maioria das vezes nem são encarados e tratados como tal. Um exemplo é o VÍCIO POR DOCES em geral (chocolates, sorvetes, pavês, bombons, etc), do qual esse post se trata! Sim, ele é um vício como qualquer outro e deve ser tratado como um. Quem sofre com vícios sabe o quanto é díficil se encontrar nessa situação por vários fatores e hoje vou citar três principais:

  1. Identificar o problema: quando você é viciado em algo, não sabe, não percebe e não admite isso por um bom tempo. Para você tudo aquilo é normal, não existe exagero e as pessoas estão preocupadas à toa. Até que você começa a perceber que não é bem assim e que tudo aquilo está realmente ficando fora do seu controle. Começa a prejudicar de alguma forma a sua vida, no caso desse vício, talvez a auto estima e até mesmo o seu controle emocional. Identificar o problema não é simples, você não compreende muitas vezes que o fato de comer doces seja um problema. E não é! Quando você pode controlar e o excesso não existe. Você passa a colocar culpa em qualquer coisa para justificar o seu exagero (problemas no dia a dia, estresses, decepções …) mas não assume que o problema é o seu vício e que isso precisa de tratamento.
  2. Entender que é um vício mas não procurar ajuda: chega uma hora que já entrou na sua cabeça que aquilo é um problema, que não é natural e que está prejudicando a sua saúde e sua vida, mas você não assume para si mesmo que precisa de ajuda para aprender a controlar isso e acredita fielmente que é só parar de comer doces a partir do dia seguinte que tudo ficará bem. Daí você entra em uma compulsão de despedida e come todos os doces possíveis e imagináveis que encontrar pela frente, vai dormir e … no dia seguinte até começa se controlando bem,porém no decorrer do dia tudo desmorona porque você por alguma razão (o vício) precisa de doce para ficar bem. Tá vou comer só um pequenininho e pronto! Não, você não come só um porque ao comer aquele unzinho seu subconsciente diz que você já “ferrou” tudo e por “ferrar” tudo você larga de mão, se culpa e come mais e mais e isso vai seguindo como rotina.
  3. Decidir procurar ajuda mas não ser levado à sério: as vezes você até toma consciência de que realmente precisa de ajuda mas por não saber direito como lidar com isso, por medo, por vergonha ou por alguma outra razão acaba não indo atrás, ou recorrendo a seus familiares e pessoas próximas antes de ir a procura de um profissional. Em alguns casos, que não são poucos, não por maldade mas por falta de conhecimento no assunto essas pessoas acabam por te “desmotivar”. Elas também não compreendem que o fato de que você comer doces de forma exagerada seja um problema que precisa de ajuda profissional. Julgam como uma “besteira” que você pode controlar a hora que bem entender. Que basta parar de comer e pronto. Que vício mesmo é outra coisa, que tem a ver com drogas. Opa, e doce não é uma droga?! Vamos ao significado da palavra DROGA: substância química, que pode trazer vários tipos de efeitos, como alucinógenos e estimulantes. Também são consideradas drogas quaisquer substâncias que causam depêndencia. (de acordo o dicionário informal). Pois é, perder o controle no consumo de chocolate, sorvete e etc é sim um problema de dependência e em resumo pode ser sim considerado um vício.

É por conta desses pontos citados e de outros que variam de pessoa para pessoa que muitas vezes quem tem o vício acaba por não procurar ajuda profissional e deixando por isso mesmo, prejudicando assim a sua vida de alguma maneira. As vezes pouco as vezes um prejuízio enorme que ela só vai perceber muitos anos depois ou até mesmo nem chegue a se dar conta!

Por isso julgo necessário uma ajuda profissional, pois só um especialista no assunto saberá compreender o que está acontecendo com você e saber te guiar no controle do vício. É normal você “escorregar” algumas vezes no decorrer do tratamento, mas tudo fica muito mais fácil quando se tem um profissional para te ajudar a enfrentar não so esses “escorregões” como a evitá-los e fazer com que você consiga manter o controle dia após dia.

Não tenha medo de admitir para si mesmo que por mais que não pareça um problema do qual precisa de ajuda, é um problema sim e que você precisa sim de um profissional para te guiar e te ajudar nesse processo que é longo mas que vale a pena.

Com a ajuda correta você irá entender que não será preciso exterminar o açucar da sua vida e sim procurar ter um controle a respeito da quantidade ingerida. Vai aprender a fazer boas escolhas para si e consequentemente para sua saúde.

Espero que tenham gostado.

Beijos,

Camila Lima.

 

Anúncios

6 comentários em “E quando você é um viciado?!

  1. oi camila tenho problemas com vicio por doce e vc soube definir perfeitamente. Qdn contei a meus pais eles falaram que era besteira e que eu tivesse vergonha na cara e hj podem ver como isso me afeta

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s